PESCA EM COSTÃO

A pesca em costão é uma modalidade executada em zonas rochosas do nosso litoral. O material de pesca deve ser sempre equilibrado para esta atividade e deve sempre estar localizado acima da marca da maior maré, evitando, assim possíveis acidentes. Em relação ao equipamento, o tipo de ambiente será o definidor, considerando o tipo de arrebentação, fundo, etc. De uma forma geral, deve-se ter uma vara de 2 a 3,5 metros de comprimento e molinete ou carretilha de porte médio. É indicado o uso de um arranque de 5 metros de comprimento de linha 0,50mm. O empate deve ser preparado da seguinte maneira: na extremidade do arranque deve-se prender um distorcedor; do distorcedor devem partir 2 linhas (uma linha 0,35mm e comprimento de 60 cm para a chumbada e outra linha de 0,50mm com 30 cm de comprimento com o anzol. Este empate é importante para garantir a preservação do peixe caso a chumbada agarre nas pedras); o chumbo deve ser de bordas arredondadas pois essa forma dificulta prender nas pedras.

DICA: O pescador deve escolher com cuidado seu calçamento porque "um escorregão " pode resultar num acidente de graves consequências e até fatal.

Uma opção interessante para a pesca em costão é utilizar um equipamento adicional composto por uma vara de 2 a 2,5 metros de comprimento com molinete ou carretilha que comportem , no mínimo 100m de linha 0,35mm, anzóis 4 a 6, chumbo oliva e boia. Deve-se montar um empate da seguinte maneira: unir à linha principal (0,35mm) uma linha de 0,45mm com 50 cm de comprimento; a esta linha unir a boia; da boia partir um destorcedor; do destorcedor partir uma linha unica de 0,45mm contendo duas haster para anzóis e, na extremidade, chumbo oliva suficiente para manter esticado o empate e permitir a perfeita flutuação da boia. Nas 2 hastes, de aproximadamente 15cm, deve-se prender 1 anzol. Os arremessos devem ser em locais próximos às pedras.

Um dica interessante é a utilização de ceva. Geralmente são feitas com elementos do ambiente, como por exemplo os mariscos encontrados na pedra, entretanto, pode-se utilizar pedaços de sardinha, camarão, caranguejos de pedra, etc. A massa de ceva deve ser acondicionada em recipiente que permita a saída dos líquidos da ceva para a água (uma meia feminina é indicada) e deve ser posicionada próxima ao local pretendido para a realização da pescaria. O uso de uma linha unindo a ceva ao pescador pode ser útil, permitindo que o pescador execute a liberação de maior quantidade de ceva através de pequenos "puxões" no fio.

OBSERVAÇÃO IMPORTANTE:

 NAS COMPETIÇÕES OFICIAIS A "CEVA " É PROIBIDA POIS É UM ARTIFICIO DOS PESCADORES LOCAIS PARA TER VANTAGEM SOBRE OS VISITANTES

 

VOLTAR